Força-tarefa da Lava Jato no Paraná recebe documentos da delação de executivos da Odebrecht

Kevin David/A7 Press/Estadão Conteúdo
12 de agosto de 2017, 10:47

Os procuradores que integram a força-tarefa da Operação Lava jato, em Curitiba, confirmaram nesta sexta-feira (11) que receberam um grande volume de documentos que integram os acordos de leniência e de delação de executivos ligados à Odebrecht. Segundo os procuradores, os dados foram enviados para análise técnica, dentro do próprio Ministério Público Federal (MPF).

Segundo os procuradores, com o acordo de leniência, a Odebrecht tem a obrigação de fornecer documentos que tragam elementos probatórios, que corroborem os fatos criminosos que os executivos da empresa revelaram em depoimentos.

O MPF não detalhou quais tipos de documentos estão no pacote recebido pela força-tarefa. Segundo a procuradoria, eles esperam que haja extratos de contas offshore usadas pela empresa, para pagamentos ilícitos no exterior, além de planilhas explicativas, que devem ser usados em outras investigações do MPF.