sábado, 6 de junho de 2020

Vídeo: Em discurso, secretário Especial de Cultura de Bolsonaro copia Goebbels, ministro da Propaganda de Hitler

Foto: Reprodução/Twitter

Redação

Em vídeo divulgado ontem pelas redes sociais, o secretário Especial de Cultura do governo Bolsonaro, Roberto Alvim, anunciou o Prêmio Nacional das Artes, que  vai apoiar projetos de sete categorias em todas as regiões do Brasil.

Mas o que chamou a atenção em seu discurso não foi exatamente o anúncio do prêmio e do investimento de mais de R$ 20 milhões na iniciativa. Em determinado momento de sua fala, o secretário copia o trecho de um discurso do ministro da Propaganda de Adolf Hitler, Joseph Goebbels.

Em seu discurso, Alvim diz que “a arte brasileira da próxima década será heroica e será nacional, será dotada de grande capacidade de envolvimento emocional, e será igualmente imperativa, posto que profundamente vinculada às aspirações urgentes do nosso povo, ou então não será nada”.

Já na Alemanha nazista, Goebbels disse o seguinte: “A arte alemã da próxima década será heroica, será ferreamente romântica, será objetiva e livre de sentimentalismo, será nacional com grande páthos e igualmente imperativa e vinculante, ou então não será nada”.

O assunto repercutiu e provocou uma onda de repúdio nas redes sociais. Confira o vídeo:

17 de janeiro de 2020, 08:03

Compartilhe: