terça-feira, 22 de junho de 2021

Um a favor e um indeciso: veja a posição dos deputados baianos em comissão do voto impresso

Foto: Câmara dos Deputados

Da Redação

Um entre os dois deputados federais da Bahia que fazem parte da comissão especial instalada na Câmara para analisar a implantação do voto impresso nas eleições já se posicionou a favor da proposta. Leur Lomanto Júnior (DEM) confirmou apoio à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) apresentada pela deputada Bia Kicis (PSL-DF). Daniel Almeida (PCdoB), que também integra o colegiado, ainda está indeciso.

A comissão especial é formada por 32 parlamentares. Desse total, segundo divulgou o jornal O Estado de S. Paulo, 21 são favoráveis à PEC, quatro são contrários e sete estão indecisos. Entre os favoráveis estão políticos de todos os partidos: do PSL ao PDT, passando por PSDB, PSD, PP, PL, PSC, Podemos, Cidadania e DEM.

Bolsonaristas, entre eles o presidente da República, alegam que sem a impressão do voto há risco de fraude na eleição. Adversários do presidente dizem, por sua vez, que a impressão do voto é a garantia de que o discurso da fraude cairá no vazio, principalmente se houver auditoria após o processo eleitoral.

O PT e a Rede são os únicos partidos que se colocaram contrários à medida na comissão. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) também é contra, por considerar o sistema proposto caro e desnecessário. Vale frisar que a PEC não acaba com a urna eletrônica, mas obriga a impressão de comprovantes físicos de votação, que devem ser depositados automaticamente em uma caixa de acrílico acoplada ao equipamento, para conferência.

Entre os presidenciáveis de 2022, além de Jair Bolsonaro (sem partido), que vai disputar a reeleição, o pré-candidato do PDT já disse ser favorável à impressão do voto.

10 de junho de 2021, 15:04

Compartilhe: