quinta-feira, 22 de outubro de 2020

TJBA declara greve de servidores penitenciários ilegal

Foto: Divulgação

Da Redação

O Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJ-BA) advertiu ao Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado da Bahia que não deflagre a greve anunciada ou qualquer outra, seja lá quando for. Se houver descumprimento, será aplicada multa diária de R$ 100 mil.

O TJ-BA acolheu o pedido da Procuradoria Geral do Estado (PGE). Para a PGE “a segurança prisional é atividade essencial, na qual uma possível paralisação do serviço afeta toda a população carcerária e tem um forte efeito multiplicador em outras unidades prisionais. Tudo isso, somado ao pânico e sensação de insegurança na população do município.”

Acrescentou ainda que “desde a promulgação da Emenda Constitucional n° 104 de 04 de dezembro de 2019, os agentes penitenciários passaram a integrar a Polícia Penal, integrando, assim, as forças de segurança pública, nos termos do artigo 144, inciso VI, da Constituição Federal, sendo-lhes, portanto, vedado o direito de greve”.

16 de outubro de 2020, 06:01

Compartilhe: