terça-feira, 22 de junho de 2021

Tite pode deixar Seleção e CBF já avalia nome de Renato Gaúcho

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Da Redação

A decisão da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), com o aval do governo federal, de aceitar que a Copa América seja realizada no país, mesmo com a crise sanitária, gerou uma crise na Seleção. O técnico Tite, que é contrário à ideia, assim como os jogadores do Brasil, ameaça pedir demissão do cargo depois do jogo contra o Paraguai, na terça-feira, pelas Eliminatórias da Copa do Qatar. As informações são de O Globo.

O próprio treinador admitiu a crise em entrevista ontem (03), às vésperas do jogo contra o Equador, nesta sexta-feira. O tom assumido pelo técnico nas respostas à imprensa, assertivo para seus padrões, reforçou a impressão de que a ruptura do trabalho pode estar próxima.

Os lideres do grupo de jogadores, que incluem Alisson, Thiago Silva, Casemiro e Neymar, manifestaram-se contrários à Copa América no Brasil, e tiveram o apoio de Tite e da comissão técnica. A ordem do treinador, no entanto, é manter a concentração total nos dois compromissos da seleção pelas Eliminatórias.

O Brasil é líder das Eliminatórias da Copa, com quatro vitórias em quatro partidas. Tite prometeu que tanto ele quanto os jogadores deverão se manifestar mais claramente a respeito da crise depois dos jogos. Mas o fato é que a CBF já cogita um substituto de Tite, e a alternativa é a do técnico Renato Gaúcho, ex-Grêmio.

O treinador está sem clube desde que deixou o tricolor gaúcho, em abril, e já manifestou diversas vezes seu desejo de treinar o Brasil. O bom trabalho no Grêmio, em que foi campeão da Copa do Brasil, da Libertadores e da Recopa Sul-Americana, traria respaldo junto a torcida e imprensa.

04 de junho de 2021, 17:52

Compartilhe: