sexta-feira, 7 de agosto de 2020

“Te amo, mãe. Diga aos meus filhos que amo eles. Estou morto” foram as últimas declarações de Floyd

Foto: Darnella Frazier

Da Redação

A transcrição da ação policial que resultou na morte de George Floyd, 46 anos, em maio em Minneapolis, mostrou que o ex-segurança afirmou por mais de 20 vezes que não estava conseguindo respirar. Áudios divulgados na noite desta quarta-feira (08) pela autoridades norte-americanas mostram que ele chegou a se despedir da mãe e dos filhos.

A transcrição da ação foi feita a partir da gravação feita por uma câmera presa à farda de Thomas Lane, um dos quatro policiais acusados pela morte de Floyd.

Ao ser detido, Floyd implorou para não ser colocado numa viatura policial, afirmando ser claustrofóbico. Quando os policiais tentaram coloca-lo no veículo à força, Floyd, algemado, gritou não conseguir respirar e que iria morrer.

Durante os minutos em que ficou detido e disse não conseguir respirar mais de 20 vezes, os policiais podem ser ouvidos dizendo “relaxe”, “respire fundo”, “você está bem, está falando bem”.

Depois, segundo a transcrição, ele disse: “Te amo, mãe. Diga aos meus filhos que amo eles. Estou morto.” Ele chamou pela mãe e pelos filhos várias vezes.

 

09 de julho de 2020, 14:08

Compartilhe: