terça-feira, 18 de setembro de 2018

STF conclui que não há indícios de que Aleluia tenha cometido crime contra administração pública

O inquérito que investigava o deputado federal José Carlos Aleluia (DEM) foi concluído pelo Superior Tribunal Federal (STF). No entendimento da Cote, não há indícios de que o parlamentar tivesse cometido crime contra a administração pública.

O inquérito investigava Aleluia por suposto favorecimento à empreiteira Odebrecht, com base em delações premiadas. A decisão foi do ministro Luiz Fux, que encaminhou o caso para apuração do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia, a pedido da Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge.

A defesa do democrata aponta que este seria um dos últimos passos para o arquivamento da investigação. Aleluia afirmou também que “todo homem público deve estar preparado para ser investigado e demonstrar com transparência a sua lisura perante a sociedade. Vejo todo esse processo como uma vitória da verdade e da democracia”.

14 de setembro de 2018, 09:02

Compartilhe: