segunda-feira, 21 de setembro de 2020

Solidariedade oficializa apoio à candidatura de Bruno Reis

Foto: Divulgação

Da Redação

O candidato a prefeito de Salvador do Democratas, Bruno Reis, afirmou que está preparado para os desafios que a capital baiana terá a partir de 2021. Ele ressaltou os mais 20 anos de vida pública dedicados a conhecer os problemas e buscar soluções que melhorem a realidade da população, ao participar da convenção do Solidariedade, nesta quarta-feira (16). O evento teve a participação dos presidentes estadual e municipal da legenda, Luciano Araújo e vereador Fábio Souza, além da candidata a vice-prefeita na chapa de Bruno, Ana Paulo Matos (PDT), e do presidente da Câmara de Salvador, Geraldo Júnior (MDB), coordenador da campanha do democrata.

Na convenção, além de apresentar os postulantes a vereador, o Solidariedade oficializou o apoio ao candidato democrata a prefeito. Em seu discurso, Bruno agradeceu a parceria, lembrou a sua trajetória na política, desde o início como estagiário na Câmara Municipal, até sua passagem como deputado estadual, vice-prefeito e secretário de Promoção Social e Combate à Pobreza e de Infraestrutura e Obras Públicas. Ele também frisou que o diálogo é uma das marcas da sua caminhada e que, caso eleito, administrará a capital baiana ouvindo a todos, antes de tomar decisões.

“O prefeito precisa conhecer bem todos os assuntos e todos os problemas. Eu me preparei muito, porque acredito na força do trabalho e do estudo. Se tem uma característica que também marca a minha trajetória é a capacidade de ouvir a todos, assim, tomamos as melhores decisões. Respeito os meus adversários, cada um tem seu valor, sua história, mas, efetivamente, o único que vai saber o que fazer para tocar esta cidade sem ela parar um só minuto, desde o dia 1° de janeiro, sou eu”, afirmou.

Ele também lembrou as chuvas de 2015, quando era secretário de Promoção Social. “Foi ali que surgiram vários programas, como o Morar Melhor e o novo aluguel social. Acredito na política para transformar a vida das pessoas. Hoje, o Barro Branco, onde ocorreu aquela tragédia, tem o primeiro empreendimento habitacional do Brasil para as vítimas das chuvas. Há 30 anos, aquela mesma encosta tinha caído. Se tivessem feito lá atrás o que fizemos, as pessoas não tinham morrido”, relatou.

Bruno ressaltou a construção do seu arco de alianças, com 15 partidos. “Maior apoio partidário que um candidato a prefeito já teve em Salvador”, assinalou. Geraldo Júnior também destacou esses apoios. “Vamos ganhar a eleição no primeiro turno. Vamos dar a Bruno o lastro para que possa ser tão bom ou melhor do que ACM Neto, e não por vaidade, mas porque a cidade precisa continuar se transformando. Bruno é decência, credibilidade, palavra”, pontuou.

Luciano Araújo, por sua vez, salientou o processo de crescimento do partido na Bahia e o apoio à gestão de ACM Neto. “Bruno dará continuidade a todo o trabalho que a ACM Neto vem fazendo em Salvador. E é por isso que o Solidariedade continua junto, por isso que o Solidariedade vai ajudar a ganharmos a eleição no primeiro turno”, enfatizou.

Assim como Bruno, Ana Paula Matos lembrou os grandes feitos e conquistas da gestão, como tirar de Salvador o título de capital do desemprego para ser a que mais gera emprego no Nordeste. “Temos problemas, mas temos também a capacidade de reconhecê-los e propor soluções. É com esse exército de homens e mulheres de bem que vamos ajudar a construir uma Salvador ainda melhor, mais humana, justa e sem preconceito”, afirmou.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

16 de setembro de 2020, 14:37

Compartilhe: