quarta-feira, 12 de agosto de 2020

Serra vira réu sob acusação de lavagem de dinheiro

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Da Redação

O juiz Diego Paes Moreira, da Justiça de São Paulo, aceitou nesta quarta-feira (29) a denúncia da força-tarefa da Lava Jato contra o senador José Serra (PSDB), acusado de lavagem de dinheiro transnacional.

Segundo a força-tarefa, o ex-governador teria cometido crimes até 2014. Em 2018, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que crimes atribuídos a Serra cometidos até 2010 estavam prescritos.

A denúncia diz que, nos anos de 2006 e 2007, Serra “valeu-se de seu cargo e de sua influência política para receber, da Odebrecht, pagamentos indevidos em troca de benefícios relacionados às obras do Rodoanel Sul”.

“Milhões de reais foram pagos pela empreiteira por meio de uma sofisticada rede de offshores no exterior, para que o real beneficiário dos valores não fosse detectado pelos órgãos de controle”, afirma o órgão.

29 de julho de 2020, 19:32

Compartilhe: