segunda-feira, 16 de setembro de 2019

Schumacher é levado a hospital em Paris para fazer tratamento sob sigilo

Foto: Divulgação/Ferrari

Redação

O ex-piloto de Fórmula 1, Michael Schumacher, foi levado ontem (9) ao Hospital Europeu Gergoes-Pompidou, em Paris, para realizar um tratamento que é mantido sob sigilo. Segundo o jornal Le Parisien, o heptacampeão será submetido a transfusões de células-tronco, com o objetivo de se obter uma ação “anti-inflamatória sistêmica”.

O tratamento será conduzido pelo cirurgião cardíaco Philippe Mensaché, pioneiro no uso de terapia celular contra a insuficiência do coração. Ele e a direção do hospital não confirmaram nem desmentiram as informações sobre a presença de Schumacher no local.

Ele teria chegado por volta das 15h40 de segunda, horário local, 10h40, horário de Brasília, e estaria em uma ambulância com placas de Genebra, na Suíça. Ele foi conduzido por uma maca coberta em pano azul, impedindo a visão do paciente.

O estado de saúde do ex-piloto alemão é mantido em sigilo há seis anos, desde que ele sofreu um grave acidente em Méribel, no sul da França, quando estava esquiando. Em dezembro de 2013, ele caiu e bateu a cabeça em uma rocha. Schumacher tem hoje 50 anos de idade.

10 de setembro de 2019, 10:03

Compartilhe: