sexta-feira, 14 de agosto de 2020

Rapidinhas: Weintraub, Banco Mundial e aulas EAD sobre a direita

Foto: Reprodução/YouTube

Davi Lemos

O ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou, em vídeo divulgado nesta terça (28), em seu canal no Youtube, que assumirá o cargo de diretor do Banco Mundial na próxima semana. No mesmo vídeo, ele afirmou lealdade ao presidente Jair Bolsonaro, afirmou que não será candidato neste ano ou em 2022 e disse ainda que uma espécie de “falsa direita” aproxima-se de forma oportunista do chefe do Executivo. Weintraub deixou o Brasil em 19 de junho, em direção aos EUA, no que foi considerada uma “trama” para livrá-lo de uma possível prisão após o registro de ataques ao STF na famosa reunião do dia 22 de abril.

Explicando a direita

Nos últimos dias, o ex-ministro vem publicando vídeos para “explicar” o que ocorre no Brasil e criticou, em publicação realizada no dia 25 de julho, essa nova direita. “Vou criticar você que fala do (filósofo Roger) Scruton, vou criticar você que fala difícil, que fala embolado, você que até usa meia quando calça um sapato, mas não usa calça apertada branca. Nada contra estudar filosofia, eu até estudo e eu gosto. Mas como a gente traduz as coisas para a população?”, questionou o ex-ministro, sem esclarecer a relação entre a filosofias e as calças brancas e apertadas.

A democracia

O ex-ministro, no vídeo em que critica a direita, afirma que a nossa democracia está ameaçada. Ele explica: as cidades democráticas são aquelas que possuem uma classe média com dinheiro para comprar um escudo e uma lança (uma alusão ao armamento civil, que hoje seria feito com armas de fogo) para lutar pela liberdade de sua família. Weintraub diz que a ameaça à democracia é capitaneada pela união de oligarcas e demagogos (que capturam as insatisfações do povo) cujo amálgama é a corrupção.

O sonho do ex-ministro

O que faz uma pessoa ser de direita, prossegue Weintraub, não é ler Scruton ou o economista Milton Friedman, mas é ter um sonho: ter uma casa com um jardim, uma grande mesa de jantar para receber os filhos com bons empregos e dinheiro para que não dependam de bolsas. Eis a direita dos sonhos do ex-ministro que, no vídeo postado nesta terça, expressou sua surpresa ao descobrir que, nos EUA, as tábuas das paredes das casas agora são feitas de plástico.

28 de julho de 2020, 19:45

Compartilhe: