terça-feira, 20 de abril de 2021

Rapidinhas: Roma também não quer toque de recolher

Foto: Instagram João Roma

Davi Lemos

O ministro do STF Marco Aurélio Mello ainda não havia decidido contra a ação do presidente Jair Bolsonaro que pedia a suspensão das medidas restritivas na Bahia, no Distrito Federal e no Rio Grande do Sul, quando o ministro da Cidadania, João Roma, foi às redes sociais e reforçou o posicionamento presidencial. “Precisamos ter muita colaboração, estar abraçados com a ciência, mas não dá para quebrar o direito constitucional do cidadão de ir e vir. Uma coisa é seguir os protocolos, outra coisa é querer, de forma impositiva, trancafiar as pessoas dentro de casa”, escreveu Roma.

Possível candidato

Diante da polarização que se avizinha para 2022 entre os prováveis candidatos ao Governo da Bahia em 2022, o senador Jaques Wagner (PT) e o ex-prefeito de Salvador ACM Neto (DEM), o bolsonarismo passa a enxergar em Roma um nome a ser viabilizado na Bahia para disputar o Palácio de Ondina. Tanto petistas quanto democratas no estado – basta ver o alinhamento entre Bruno Reis e Rui Costa quanto às medidas restritivas – veem a gestão de Jair Bolsonaro frente à pandemia como um fiasco e isso deve ser usado contra o presidente e seu provável candidato. Outros nomes já foram aventados como nome do bolsonarismo, tanto o vereador de Salvador Alexandre Aleluia (DEM) quanto a secretária de Saúde de Porto Seguro, Raíssa Soares. Agora é esperar para ver.

Suspeitos

A declaração feita por Gilmar Mendes – ministro do STF – contra o ministro Kássio Nunes Marques, que entendeu que o ex-juiz Sérgio Moro foi imparcial no julgamento de Lula, deixa clara a suspeição de Gilmar na ânsia contra o ex-magistrado. Numa fala irada, disse Gilmar: “Isso nada tem a ver com garantismo, ministro Nunes Marques. É uma indecência! Nem aqui nem no Piauí”. O Piauí é o estado de origem de Marques. O deputado Kim Kataguiri (DEM/SP) fez o seguinte comentário no Twitter após a confirmação da suspeição de Moro: “Como o ministro Fux já havia dito em entrevista à IstoÉ: STF vai ter de contratar contador para ressarcir corruptos e corruptores. Preparem seus bolsos”.

Leia também:

João Roma critica ‘lockdown’ e diz que medida resultará em “empobrecimento dos brasileiros”

23 de março de 2021, 18:55

Compartilhe: