terça-feira, 22 de junho de 2021

Prefeito baiano é obrigado a devolver valor de reajuste do próprio salário

Foto: Divulgação/Prefeitura de Caculé

Da Redação

A corregedoria da prefeitura de Caculé, no sudoeste da Bahia, pediu que o prefeito do município, Pedro Dias (PSB), devolva aos cofres públicos o montante correspondente ao aumento de salário autorizado no final do ano passado pela Câmara de Vereadores.

Isso porque o reajuste foi aprovado contrariando a lei municipal de número 430, de 28 de outubro de 2020, que prevê a situação de calamidade no município por conta da pandemia, impossibilitando a geração de gastos extras como a majoração de vencimentos no ano de 2021.

O aumento salarial, então, só poderia ser realizado em 2021, sem possibilidade de adiantamento, como aconteceu, já que o prefeito autorizou no início deste ano a majoração dos vencimentos dele e dos secretários. As informações são do site Sertão em Dia.

05 de maio de 2021, 12:34

Compartilhe: