segunda-feira, 30 de março de 2020

Rapidinhas: Prates quer ser a ponte e a diferença

Foto: Reprodução/Instagram

Davi Lemos

O discurso de Léo Prates na manhã desta terça-feira (11), quando filiou-se ao PDT, deixa clara a sua estratégia: pretende ser o candidato nas eleições para a sucessão de ACM Neto que buscará unir os divergentes. E, nisto, aponta para si como o nome que pode fazer diferente quando o acirramento ideológico é cada vez maior no cenário político.

Governador e prefeito

À frente da Secretaria Municipal da Saúde, o novo pedetista salientou a boa relação com o colega Fábio Vilas Boas, secretário estadual do governo petista. “É possível fazer diferente: prefeito e governador no mesmo palanque”, exemplificou Prates. Enquanto Prates elogiou tanto ACM Neto quanto Fábio Vilas Boas, o presidente estadual do PDT, o deputado federal Félix Jr, salientou não se curvar a nenhum governador ou prefeito.

Insuperável

Carlos Lupi, presidente nacional do PDT, disse que a gestão do prefeito ACM Neto é a melhor da história de Salvador. Disse que não poderia negar o óbvio, embora tenha apontado ao candidato do PDT à sucessão do democrata que ele deve almejar superar quem o lançou na política. Prates disse que Neto é insuperável e sua maior referência na política; reforçou que deseja somente ser difente.

Pérola

A pérola do dia coube a Carlos Lupi que, empolgado ao afirmar que é baiano e soteropolitano, após reconhecimentos pela Assembleia Legislativa e pela Câmara Municipal de Salvador, disse que Cabral, o Pedro Álvares, havia desembarcado em Salvador. Um dos mantras do PDT é o foco na educação.

11 de fevereiro de 2020, 17:12

Compartilhe: