terça-feira, 22 de janeiro de 2019

Polícia pede amostra de DNA de Cristiano Ronaldo para investigar acusação de estupro

A polícia de Las Vegas pediu às autoridades italianas amostras de DNA de Cristiano Ronaldo, acusado de estupro por uma mulher americana, informaram nesta quinta-feira fontes ligadas à investigação. O advogado do jogador em Las Vegas, Peter S. Christiansen, minimizou o pedido afirmando que é um dos procedimentos “mais clássicos” nestes casos.

“O senhor Ronaldo sempre afirmou e reafirma atualmente que o que ocorreu em Las Vegas, em 2009, foi um ato de natureza consensual. Não surpreende, portanto, que o DNA esteja presente e que a polícia faça uma das solicitações mais clássicas neste tipo de investigação”, escreveu o advogado em um breve comunicado à “AFP”.

11 de janeiro de 2019, 20:06

Compartilhe: