domingo, 27 de setembro de 2020

Pneumonite de Toffoli pode ter sido causada por ácaros em ar-condicionado do STF

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Da Redação

A cardiologista intensivista Ludhmilla Hajjar –  que atende o presidente do Supremo Tribunal Federal, Antonio Dias Toffoli –  indicou ao STF, nesta terça-feira (11), a realização de um estudo do ambiente de trabalho, com coleta de materiais e avaliação do sistema predial de ar-condicionado. Isso porque Toffoli está com pneumonite por hipersensibilidade, causada por um agente possível do meio ambiente, com as hipóteses de fungos, ácaros ou bactérias.

Essa é a segunda vez que o magistrado é internado em razão de quadro respiratório.

Segundo boletim divulgado nesta tarde pelo hospital, o estado de saúde de Toffoli encontra-se em perfeitas condições, mas ainda sem previsão de alta.

11 de agosto de 2020, 16:55

Compartilhe: