segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

Paulo Souto responde a questionamento de Rui Costa sobre venda da Coelba

Thyara Araujo

Ex-governador da Bahia e secretário da Fazenda de Salvador, Paulo Souto (DEM), se pronunciou hoje (3) após o governador Rui Costa ter questionado, em entrevista à Rádio Metrópole, o destino do dinheiro da venda da Coelba. Segundo Rui, o recurso já serviria para cobrir rombo na previdência estadual.

“Quando se privatizou a Coelba, não tinha obrigatoriedade que o recurso fosse para a previdência. Eu era governador e tive uma atitude pioneira. Coloquei R$ 400 milhões para a capitalização de um fundo. Quando se pergunta para onde foi, eu quero dizer que apliquei em coisas visíveis e extremamente importantes, toda rede das escolas Luís Eduardo Magalhães, milhares de KM de estradas, aeroportos no interior. Portos para atração de indústrias, infraestrutura para atração de outras atividades industriais”, disse Souto em ligação feita para a rádio.

A companhia elétrica foi vendida pelo preço de R$ 1,730 bilhão, no governo Paulo Souto.

Na manhã de hoje, Rui havia dito: “Quando Wagner entrou [no governo], tenho R$ 0 no caixa da previdência. Esse dinheiro vem do desconto mensal e da receita. Onde foi parar o dinheiro [da venda da Coelba], que não foi parar na previdência?”, perguntou, em entrevista a Mário Kertész, na Rádio Metrópole.

03 de dezembro de 2018, 15:44

Compartilhe: