quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

Ouvidoria da PM pede afastamento de policiais envolvidos em ação em Paraisópolis

Foto: Reprodução/Redes Sociais

A Ouvidoria das polícias de São Paulo pediu o afastamento de todos os policiais envolvidos na operação que resultou na morte de nove pessoas que frequentavam um baile funk na favela de Paraisópolis, na madrugada de domingo. Caso o pedido seja acatado, os agentes ficam foram de operação até o final da investigação.

O ouvidor das polícias, Benedito Mariano, também pediu ao superintendente da polícia técnica e científica dois laudos: o balístico, para avaliar as armas recolhidas dos policiais que participaram da ação; e o exame de necropsia nas nove vítimas, para verificar a causa morte.

O ouvidor comemorou a troca de comando da apuração do caso. Ele havia pedido oficialmente, na manhã desta segunda-feira, a transferência da investigação do 16º Batalhão para a Corregedoria.

“O órgão corregedor, que tem expertise de ser polícia judiciária militar, tem mais condições de investigar. Isso é bom para o próprio batalhão. Batalhão tem de cuidar do policiamento. A corregedoria existe desde 1940 e tem quase 800 policiais lotados para fazer esse trabalho. É uma boa notícia, mas ainda um primeiro passo”, disse Mariano, segundo O Globo.

02 de dezembro de 2019, 17:11

Compartilhe: