quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

MP apura exclusão irregular de mais de 400 multas em 3 meses na Transalvador

Foto: Google Maps

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) realizou na manhã desta segunda-feira (2) uma operação que investiga exclusão de multas, corrupção ativa e passiva e associação criminosa atribuídas a um funcionário da Transalvador. Segundo as investigações, ao menos 444 infrações foram apagadas do sistema do órgão de trânsito durante três meses, totalizando um prejuízo de R$ 84 mil aos cofres públicos.

De acordo com o MP-BA, a denúncia foi encaminhada pela própria Transalvador, que colaborou com a investigação.

Hoje, foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão, sendo um na sede do órgão de trânsito, no Vale dos Barris, e ou no bairro de Narandiba. Foram apreendidos documentos, equipamentos eletrônicos, celulares, relógios, computadores, apontamentos e outros bens de valor associados às práticas criminosas.

02 de dezembro de 2019, 15:17

Compartilhe: