quinta-feira, 4 de junho de 2020

Ministro Celso de Mello decide nesta sexta (22) sobre sigilo de gravação

Foto: Agência Brasil

Da Redação

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello decidirá até as 17 horas desta sexta-feira (22) sobre o sigilo da gravação da reunião ministerial apontada pelo ex-ministro Sergio Moro como prova de que o presidente Jair Bolsonaro tentou interferir na autonomia da Polícia Federal (PF).

O vídeo é parte do inquérito autorizado por Celso de Mello, a pedido da Procuradoria Geral da República (PGR), para apurar a acusação de Moro. Segundo o ex-ministro, Bolsonaro tentou interferir na PF para evitar que familiares fossem investigados.

Em diálogos da reunião ministerial transcritos pela Advocacia-Geral da União e entregues ao STF, o presidente aparece reclamando da falta de informações da PF e afirmando que iria “interferir”. A declaração, no entanto, não deixa claro como ele faria isso.

22 de maio de 2020, 00:44

Compartilhe: