domingo, 9 de maio de 2021

Leo Prates diz que prefeitura não tem ‘poder decisório’ para inclusão de rodoviários na vacinação

Foto: Max Haack/Secom

Da Redação

O secretário municipal de Saúde, Leo Prates, afirmou hoje (19) que a prefeitura de Salvador não tem ‘poder decisório’ para incluir rodoviários nos grupos prioritários para a vacinação contra a Covid-19.

Na última sexta-feira (16), profissionais de transporte realizaram uma manifestação na Estação Pirajá reivindicando a inclusão.

De acordo o titular da SMS, os protestos são “inócuos”, já que a prefeitura não tem poder para definir prioridades no plano de imunização.

“O protesto é válido, eu sou a favor de qualquer manifestação, é democrático. Porém, o regramento vem do Ministério [da Saúde]. Ele manda as doses para que se estabeleça o regulamento, e é regulamentado na CIB (Comissão Intergestores Bipartite). Então, do ponto de vista municipal, os protestos são inócuo, porque nós não temos poder decisório pra essas questões”, afirmou Leo Prates, em entrevista à Record TV Itapoan.

Segundo o cronograma, a vacinação dos rodoviários está prevista para a quarta fase, após a imunização de pessoas com comorbidades, etapa que está programada para ter início no mês de maio.

19 de abril de 2021, 15:41

Compartilhe: