terça-feira, 22 de junho de 2021

Homem acusado de matar médico na Bahia apresenta nova versão sobre motivação do crime

Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade

Da Redação

Geraldo Freitas, que foi preso acusado de matar o médico Andrade Lopes Santana no final de maio, apresentou uma nova versão sobre a motivação do crime.

A defesa do acusado diz que o que teria levado ao assinado seria uma troca de mensagens que o suspeito afirmou ter visto entre Andrade Lopes e um outro médico. Esse outro médico seria um desafeto de Geraldo Freitas.

Antes, o acusado havia falado em um “sonho premonitório”, no qual ele seria morto por um colega de trabalho. A defesa diz que o sonho nada tem a ver com o crime e que a motivação veio exclusivamente dessa troca de mensagens.

A Polícia Civil apurou ainda que a arma usada no crime estava sendo comprada por Andrade Lopes na mão de Geraldo. O pagamento estava sendo feita em quatro parcelas de R$ 4 mil. Segundo as investigações, o médico assassinado iria pagar a última parcela.

11 de junho de 2021, 10:25

Compartilhe: