sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021

Governo de RO fraudou número de vagas de UTI para evitar decreto de isolamento

Foto: Esio Mendes/GOV de Rondonia

Da Redação

O Ministério Público de Rondônia denunciou o governo do estado pela inclusão de leitos clínicos e de UTI inativos em relatórios diários de ocupação de hospitais com pacientes com Covid-19 durantes os meses de dezembro e janeiro.

Segundo o MP, a fraude teve como objetivo evitar que o estado fosse obriago a decretar medidas de isolamento social mais rígidas.

O resultado disso está refletido na capital do estado, Porto Velho, que enfrenta um colapso na saúde pública por conta do excesso de casos de Covid-19.

O Ministério Público de Rondônia iniciou hoje um inquérito civil público para aprofundar as investigações e identificar os responsáveis pela inclusão dos números nos documentos.

Segundo o UOL, os dados incluídos nos relatórios se referem a 30 leitos de UTI e 23 clínicos do Hospital de Campanha da Zona Leste, desativo em 14 de outubro.

26 de janeiro de 2021, 13:05

Compartilhe: