quinta-feira, 21 de novembro de 2019

Governo Bolsonaro mantém cautela com relação a vazamento de conversas entre Moro e Dallangnol

Foto: Marcos Corrêa/PR

Redação

O governo Jair Bolsonaro tem adotado uma postura cautelosa com relação ao vazamento de conversas entre o ex-juiz Sérgio Moro e o procurador Deltan Dallangnol. Segundo a Folha de S. Paulo, a equipe do presidente quer evitar movimentos prematuros até que fique clara a dimensão completa do caso.

Há uma defesa por parte de aliados do presidente ao ministro da Justiça, reiterando a confiança de Bolsonaro em Moro. No entanto, seus auxiliares recomendaram que o presidente aguarde a revelação de outros trechos dos diálogos entre o ex-magistrados e integrantes da Força-Tarefa da Lava Jato. Segundo os editores do site TheIntercept Brasil, o que foi apresentado no último domingo representaria apenas 1% do material obtido.

Bolsonaro se mantém em silêncio sobre o caso. Na tarde de ontem, não deu entrevistas. A manifestação saiu no início da noite, via secretário de Comunicação, resumindo-se a uma frase: “Nós confiamos irrestritamente no ministro Moro”. No final da tarde, o porta-voz do governo, Otávio Rêgo Barros, disse que o presidente conversaria com o ministro antes de se manifestar.

A estratégia é blindar o presidente e afastá-lo de qualquer ato pregresso de Moro.

11 de junho de 2019, 09:01

Compartilhe: