terça-feira, 22 de junho de 2021

Geraldo Júnior defende retorno de atividades semipresenciais nas escolas

Foto: Carlos Alberto/CMS

Da Redação

O presidente da Câmara de Vereadores de Salvador, Geraldo Júnior (MDB), defendeu, em artigo publicado no jornal A Tarde, o retorno das atividades semipresenciais nas escolas.

Ele argumentou que uma escola não pode permanecer fechada enquanto a maioria das atividades sociais e econômicas está funcionando. “Tenho acompanhado as negociações da Prefeitura de Salvador com a APLB. E sei que em nenhum momento a gestão municipal minimizou os riscos que todos os não vacinados estão correndo”, afirmou.

Geraldo Júnior acrescentou que a Prefeitura de Salvador se esforçou pela vacinação de 100% fos trabalhadores da educação. “Portanto, se há hoje uma categoria que pode trabalhar com riscos mínimos de contaminação, essa categoria é, sem dúvida, a dos professores”, concluiu.

Comércio lança manifesto

Entidades representativas do comércio também divulgaram um manifesto em apoio ao retorno das aulas presenciais em Salvador, reforçando a imunização de “100% dos professores” realizada pela gestão municipal. As entidades afirmam que há condições sanitárias para o retorno dos estudantes às escolas.

O manifesto indica que “o retorno às aulas presenciais gera um impacto muito positivo para a atividade econômica […], sendo realizado de forma consciente, segura, com protocolos claros”.

O manifesto é assinado pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas da Bahia, Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado da Bahia e Associação Comercial da Bahia.

07 de maio de 2021, 08:56

Compartilhe: