domingo, 18 de agosto de 2019

Fernando Vita lança “República dos Mentecaptos”, terceiro romance situado na surreal Todavia

Foto: Divulgação

Davi Lemos

Capa/Reprodução

A imaginária Todavia volta ser o cenário do novo romance do jornalista e escritor Fernando Vita. “República dos Mentecaptos: uma hilariante história de mandriões, cortesãs, espertalhões e certos valdevinos de modo geral” conta a história de um prefeito megalomaníaco e admirador de Antônio Carlos Magalhães que, em seu sonho de grandeza, deseja transformar o estado em República da Bahia e fazer de Todavia um dos estados dessa nova nação.

Como bem sugere o nome Todavia, este município imaginário é local de muitas e hilariantes controvérsias – o estilo da narrativa segue o humor das obras anteriores do jornalista. O inusitado é uma das características da cidade cujo povo costuma passar o tempo enviando cartas anônimas picantes como contou Vita em “Cartas Anônimas”, de 2011. Em “O Avião de Noé”, de 2015, Todavia abriga a história do inventor Noé, que acreditava ter o saber necessário para construir sua própria máquina voadora no fundo do quintal.

Voltando à obra mais recente, o prefeito AMB ainda sugere a criação de uma moeda especial para a República da Bahia, o aceeme. Um acarajé recheado sairia pela bagatela de cinco aceemes; já um coco gelado sairia por um aceeme e 20 aceeminhos. Indagado sobre como o nome Todavia já sugere controvérsias, Vita explica que “a história que está sendo contada no livro é surreal”.

“Vita, com mais essa obra, põe os dois pés na cena literária brasileira. E nos presenteia com uma narrativa de realismo fantástico bem própria de um Garcia Márquez, que, se levada a sério, chega-se à conclusão de que certo estava Octávio Mangabeira, que pregava: ‘Pense num absurdo, e na Bahia haverá precedente'”, escreve o jornalista Demóstenes Teixeira, na orelha do livro.

“República dos Mentecaptos” já está em pré-venda nos sites das livrarias Saraiva e Amazon. Deve chegar às livrarias físicas em agosto e deve ter lançamento na capital baiana, na primeira quinzena de setembro.

Ficha técnica

Título: “República dos Mentecaptos: uma hilariante história de mandriões, cortesãs, espertalhões e certos valdevinos de modo geral*
Capa comum: 318 páginas

20 de julho de 2019, 20:03

Compartilhe: