quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

Faxineiro é preso suspeito de tentar matar Bolsonaro

Foto: Reprodução/EPTV

Um faxineiro de 35 anos de idade, de uma empresa terceirizada, contratada pelo Exército de Três Corações, no sul de Minas Gerais, foi detido na última sexta-feira (29), suspeito de planejar o assassinato do presidente Jair Bolsonaro durante evento na Escola de Sargentos das Armas (ESA).

O suspeito teria publicado um vídeo nas redes sociais mostrando detalhes do plano, um dia antes de uma solenidade na qual o presidente esteve presente, e teria escrito “preparando minha faca para o Bolsonaro” em uma das postagens que já foi deletada.

O faxineiro chegou a ir quartel no dia do evento, mas foi denunciado por uma pessoa que viu o vídeo na rede social. Assustado, ele retornou para casa, onde foi detido pela polícia.

À polícia, ele alegou ser de centro-esquerda e disse que fez as postagens por “ironia” e “inconformismo político”.

Ele será investigado por crime contra a segurança nacional e pode pegar entre 3 e 10 anos de reclusão.

02 de dezembro de 2019, 17:42

Compartilhe: