domingo, 1 de agosto de 2021

Faroeste: Desembargadora e filho relatam ameaças antes e depois de delação

Foto: Divulgação

Da Redação

A desembargadora do Tribunal de Justiça da Bahia, Sandra Inês Rusciolelli e seu filho, o bacharel em direito Vasco Rusciolelli, dizem ter recebido ameaças e retaliações de pessoas e de instituições antes e depois de planejarem fazer uma delação premiada no âmbito da Operação Faroeste. As informações são da Folha de S. Paulo.

A delação implicaria em 68 nomes de magistrados, advogados, servidores públicos e empresários. Parte das suspeitas foram apresentadas às autoridades pela defesa da desembargadores, em petições ou em documentos levados à Justiça e ao Ministério Público Federal.

Sandra Inês relatou, em sua delação, ameaças feitas antes mesmo da deflagração da Faroeste, quando ainda não havia motivo para uma colaboração. Ela diz que era coagida a dar decisões favoráveis a desembargadores que são apontados como ligados ao grupo do empresário Adailton Maturino, o “falso cônsul”, que tinha interesses em terras do oeste baiano.

Segundo a Folha, um trecho da delação, que aparece na última denúncia feita pela PGR, aponta que em um celular apreendido da desembargadora havia ameaças de morte.

Sandra Inês é a primeira desembargadora do Brasil a firmar um acordo de colaboração premiada avalizado pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça).

A desembargadora chegou a ser presa em março de 2020, após a Polícia Federal identificar  o pagamento de R$ 250 mil ao filho para que ela desse um despacho favorável a uma empresa.

Mãe e filho foram denunciados sob acusação da prática dos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro e de integrar organização criminosa. Segundo o Ministério Público Federal, os dois negociaram propinas de R$ 4 milhões e receberam, efetivamente, R$ 2,4 milhões.

A denúncia, porém, ainda não foi aceita pela Justiça, e o processo está suspenso a pedido do Ministério Público Federal.

Desde setembro, Sandra Inês e o filho estão em prisão domiciliar em Salvador, com tornozeleira eletrônica.

 

19 de julho de 2021, 13:23

Compartilhe: