domingo, 9 de maio de 2021

Estudo aponta que anticorpos da Covid-19 ficam no corpo por até um ano

Foto: Governo do Estado de São Paulo

Da Redação

Quem se infectou com o coronavírus apresenta anticorpos da doença por até um ano, segundo um estudo preliminar divulgado na plataforma medRxiv, nos Estados Unidos. A pesquisa também mostrou que quem se contaminou e apresentou sintomas mais graves do vírus apresenta os anticorpos neutralizantes por mais tempo no organismo.

O estudo analisou amostras de sangue de 250 pessoas que se infectaram com a Covid-19. Desse total, 192 apresentaram somente os sintomas mais leves da doença e 58 tiveram a forma mais grave do vírus e foram internados.

De acordo com a Veja, depois de seis meses os pesquisadores acompanharam somente oito pessoas que apresentaram sintomas mais graves da doença e 11 que tiveram sintomas moderados. Seis meses após ter contraído o vírus, todos os pacientes que foram internados e metade dos que tiveram sintomas moderados ainda apresentavam anticorpos da doença. Após um ano a única taxa que se manteve estável foi entre os pacientes que foram hospitalizados.

Os anticorpos neutralizantes impedem a entrada do vírus no organismo, mais especificamente na célula.

Quando comparados a pacientes mais jovens, a pesquisa confirmou que voluntários com mais de 65 anos e que foram internados tiveram anticorpos neutralizantes por mais tempo no organismo.

Os pesquisadores chegaram a conclusão que a imunidade humoral depois da infecção pela Covid “é de longa duração, incluindo até um ano após a infecção”. Mas a duração em pessoas mais jovens é reduzida, até mesmo para aqueles que tiveram sintomas mais graves da doença.

Por ser um estudo preliminar, ele ainda terá de ser revisado por outros especialistas independentes.

04 de maio de 2021, 19:32

Compartilhe: