domingo, 27 de setembro de 2020

Estudante picado por naja é preso em Brasília suspeito de crime ambiental

Foto: Reprodução/TV Globo

Da Redação

A Polícia Civil do Distrito Federal prendeu na manhã desta quarta-feira (29) o estudante Pedro Henrique Krambeck, que foi picado por uma cobra naja no início do mês.

Ele é suspeito de crime ambiental e de tentar atrapalhar as investigações. Segundo o G1, a prisão é temporária, portanto, com validade de cinco dias, podendo ser prorrogada por igual período.

Na semana passada, um amigo do estudante, Gabriel Ribeiro de Moura, de 24 anos, também foi preso por suposta tentativa de ocultar provas do crime.

As investigações apontam que Pedro criava a naja em casa e teria ainda a posse de outras cobras exóticas, sem autorização do Ibama. Após ser picado pela naja, o estudante chegou a ficar em coma. Ele recebeu alta no dia 13 de julho, mas apresentou atestado médico e só prestaria depoimento em agosto.

29 de julho de 2020, 08:43

Compartilhe: