segunda-feira, 16 de setembro de 2019

“Estamos investindo quase R$ 400 milhões para revitalizar o Centro Histórico”, diz Bruno Reis

Foto: Secom/PMS

“Estamos investindo quase R$ 400 milhões para revitalizar o Centro Histórico. São 35 inciativas com recursos públicos e privados nesta região, que também vai reunir 80% das secretarias e órgãos municipais. Com isso, vamos reaquecer a economia de toda esta área da cidade, gerando mais emprego e renda para a população”, afirmou o secretário de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), vice-prefeito Bruno Reis, na Ladeira da Montanha, na solenidade que autorizou o início da recuperação e requalificação das muralhas do frontispício de Salvador, nesta quinta-feira (12).

De acordo com Bruno Reis, além de embelezar o Centro Histórico, as intervenções ajudam a preservar o patrimônio arquitetônico da capital baiana. Recentemente, a Prefeitura iniciou as obras de requalificação dos 17 arcos da Ladeira da Montanha, com investimento de aproximadamente R$ 3,5 milhões e prazo de conclusão para junho de 2020. Há 54 anos sem funcionar, a revitalização do Elevador do Taboão também faz parte do conjunto de ações para revitalizar a região. Com orçamento de R$ 3,7 milhões, o projeto inclui a restauração do ascensor e a modernização das instalações, além da implantação de áreas de convivência.

Bruno Reis informou ainda que a restauração do imóvel conhecido como Casa dos Azulejos Azuis, na Praça Cairu, vai começar em breve. “Concluímos a licitação. Podemos dar a ordem de serviço. Já tínhamos feito a parte estrutural. Agora, vamos recuperar a fachada. No local, possivelmente funcionará um museu. Estamos finalizando os estudos e definindo o conceito daquele equipamento”, assinalou. Bruno também disse que o Edifício Roosevelt, no Comércio, está sendo requalificado para abrigar a Seinfra. Ainda este mês, migrarão para a região as sedes das secretarias de Cultura e Turismo (Secult) e de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Secis).

12 de setembro de 2019, 14:11

Compartilhe: