terça-feira, 22 de junho de 2021

Em meio a acusações de assédio, Rogério Caboclo é afastado da presidência da CBF

Foto: Reprodução/Globonews

Da Redação

Rogério Caboclo foi afastado hoje da presidência da CBF. Inicialmente, o afastamento se dará por 30 dias, após decisão do Conselho de Ética.

A motivação para o afastamento são acusações de assédio moral e sexual feitas por uma uma funcionária da entidade.

O vice mais velho, Antônio Carlos Nunes, assume durante o período de afastamento. Amanhã, será realizada uma reunião entre diretores e vice-presidente no Rio de Janeiro.

O afastamento de Caboclo ocorre ainda em meio à pressão de patrocinadores e outros dirigentes da CBF. Além disso, havia um desentendimento entro o agora presidente afastado e a comissão técnica e jogadores da seleção brasileiro com relação à disputa da Copa América no Brasil.

O jornalista do SporTV, André Rizek, revelou nesse domingo que Rogério Caboclo prometeu ao governo federal trocar Tite por Renato Gaúcho após o jogo contra o Paraguai, na terça-feira, pelas Eliminatórias.

Na sexta, logo após a vitória sobre o Equador, o capitão da seleção, Casemiro, apesar de não se pronunciar oficialmente, já deu a entender qual a posição da equipe, incluindo atletas e comissão técnica.

Há ainda um movimento junto a outras seleções que disputam o torneio para fazer pressão contra a Conmebol sobre a decisão de realizar a Copa América no Brasil em meio à grave crise sanitária enfrentada no país.

06 de junho de 2021, 17:34

Compartilhe: