quinta-feira, 24 de setembro de 2020

Decisão sobre concessão de regime semiaberto para Geddel deve sair nos próximos dias

Foto: José Cruz/Agência Brasil

Da Redação

O ministro do Superior Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, deve decidir nos próximos dias se autoriza ou não a ida do ex-ministro Geddel Vieira Lima para o regime semiaberto. As informações são da coluna Satélite, do Correio*

Fachin é o relator das ações ligadas à Operação Lava Jato na Corte. Geddel foi condenado a 13 anos e 10 meses de prisão no caso do bunker de R$ 51 milhões, valor que foi apreendido pela Polícia Federal em um apartamento no bairro da Graça, em Salvador.

O ex-ministro obteve manifestação favorável da Procuradoria-Geral da República (PGR) ao pedido para cumprir a pena no semiaberto, o que permite que ele trabalhe e estude fora da unidade prisional durante o dia e retorne à noite.

Na avaliação da PGR, Geddel, que já completou 29 meses na prisão, ganhou o direito de progredir de regime. Os autos conclusos foram remetidos a Fachin ontem. O ministro do STF só aguardava o parecer da Corte para apresentar o veredito.

Desde dezembro, Geddel está no Complexo da Mata Escura, em Salvador, depois de ser transferido do presídio da Papuda, em Brasília.

06 de fevereiro de 2020, 08:02

Compartilhe: