terça-feira, 13 de novembro de 2018

Começou o horário eleitoral: Lula “livre”, Alckmin atirando, Zé e Rui dando a largada

Da Redação

Lula apareceu
E o ex-presidente Lula apareceu nas peças de campanha do PT. Claro que somente lembrou dos anos de seu governo, passando uma borracha em Dilma Rousseff. O TSE deve decidir nesta sexta (31) se o presidiário continuará candidato; precavido, o PT não deixou de mostrar o nome de Haddad, o vice que é o candidato real.

Alckmin mandou bala
Geraldo Alckmin partiu para o ataque em sua peça de campanha e o alvo é Jair Bolsonaro. O tucano afirma que o capitão do exército quer resolver tudo na bala – uma das propostas de Jair é liberar o porte de arma aos cidadãos, respeitando a decisão do Referendo de 2005. A propaganda de Geraldo ataca Jair, mas será dele que o tucano conseguirá tirar votos, uma vez que o candidato do PSL tem eleitores tão fiéis quanto os de Lula?

Correria
Na Bahia, Rui Costa apostou nas realizações dos quatro anos de mandato que lhe dão uma boa avaliação e a liderança nas pesquisas. O petista, entretanto, tratou da crise que abateu o país como se ela não tivesse o seu momento mais grave durante o governo Dilma. Rui corre com Lula, mas corre de Dilma.

Realizações em Feira
Zé Ronaldo, que ainda busca ser conhecido para além dos limites de Feira de Santana, tenta mostrar as realizações em seus quatro mandatos como prefeito da Princesa do Sertão. Não fugindo à regra, apresentou sua origem humilde, o trabalho que realizou em uma padaria antes de ser bem sucedido político de Feira de Santana.

Bolsonaro
Bolsonaro, candidato à presidência pelo PSL, apareceu na campanha de João Henrique Carneiro, candidato ao governo do Estado. A pergunta é se esse vínculo com João trará benefícios ao capitão. O PSL baiano, no entanto, afirma que o candidato deles não é o ex-prefeito de Salvador, mas o ex-prefeito de Feira.

31 de agosto de 2018, 17:59

Compartilhe: