segunda-feira, 16 de setembro de 2019

Com que roupa eu vou… à Câmara Municipal?

Foto: Toda Bahia

Reportagem Toda Bahia

Na sessão desta quarta-feira (11), em que seriam votados os vetos do prefeito ACM Neto, dentre outras pautas polêmicas, as vestimentas de quem vai à Câmara Municipal de Salvador também ficou no centro dos debates. O presidente Geraldo Júnior falou em editar um projeto de decreto legislativo para não permitir que adentrem na casa legislativa mais antiga do Brasil quem não estiver trajado dentro das normas dos “bons costumes”. Trajes típicos, porém, seriam permitidos a índios e a adeptos de religiões de matriz africana.

Qual modelito?

O vereador Suíca (PT) questionou quais seriam os trajes considerados adequados. Chegou-se a afirmar, em reunião da Comissão de Constituição e Justiça, segundo o edil, que quem não possuísse a vestimenta adequada, pedisse-a a um vizinho. Sobre os adeptos das religiões de matriz africana, o petista questionou: “quem terá a sensibilidade de reconhecer nossos orixás?”.

Longo e bico fino

Geraldo Jr também salientou que não cobrará das mulheres irem de vestido longo nem aos homens sapato de bico fino, apenas reiterou que deverão ser seguidos os “bons costumes”. Marcos Mendes, do PSOL, pediu que a norma não fosse imposta aos moradores de rua que quisessem ir à Casa, que se atentassem ao caráter de vulnerabilidade desse grupo.

Perguntas

As regras dos bons costumes também seriam aplicadas aos profissionais de imprensa? Não costumam ir todos em traje passeio completo. Quanto à licença aos indígenas citadas por Geraldinho, seriam permitido qualquer traje típico da etnia? Seria permitido até roupa nenhuma?

11 de setembro de 2019, 19:22

Compartilhe: