quarta-feira, 15 de julho de 2020

Carlos Decotelli entrega carta de demissão a Bolsonaro

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Da Redação

O professor Carlos Decotelli, nomeado na semana passada para o Ministério da Educação, entregou nesta terça-feira (30) sua carta de demissão ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido). De acordo com o site R7, o pedido foi aceito pelo presidente, que já estuda novos nomes para a pasta.

A posse de Decotelli, que seria nesta terça-feira (30), foi adiada por conta de inconsistências no currículo dele.

Hoje, Decotelli tinha uma reunião com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), mas cancelou sem informar o motivo. Em seguida, às 14h30, se reuniu com Bolsonaro.

Currículo

Ao anunciar a chegada de Decotelli para a Educação, Bolsonaro escreveu, no último dia 25 em suas redes sociais, que o mandatário é “bacharel em Ciências Econômicas pela UERJ, Mestre pela FGV, Doutor pela Universidade de Rosário, Argentina e Pós-Doutor pela Universidade de Wuppertal, na Alemanha”.

Porém, pouco depois, o reitor da Universidade Nacional de Rosario, da Argentina, negou que Decotelli tenha obtido o título.

Em seguida, a Universidade de Wuppertal, na Alemanha, informou que Decotelli não possui título, apenas que realizou pesquisa de três meses na instituição.

Hoje (30), a FGV também negou que Decotelli tenha sido professor de qualquer das escolas da fundação. A instituição também apurará suspeita de plágio em dissertação feita por Decotelli para a conclusão de curso de mestrado.

30 de junho de 2020, 15:39

Compartilhe: