sexta-feira, 10 de julho de 2020

Cabral busca negociar delação premiada e afirma à Justiça que pode comprometer empresários e políticos com revelações

Foto: Reprodução

Redação

O ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, preso em Bangu 8, está em busca de um acordo de delação premiada e vem se colocando à disposição da Justiça para revelar situações comprometedoras envolvendo políticos e empresários.

A primeira vez que Cabral se apresentou ao Ministério Público Federal foi no dia 21 de fevereiro. Desde então, segundo o jornal O Globo, já foram três vezes diante do juiz Marcelo Bretas, para esmiuçar o esquema de corrupção de seu governo.

Nessa nova postura, ele foi ouvido também pelo menos três vezes pelo Ministério Público do estado do Rio. Ainda segundo O Globo, ele confirmou que o ex-procurador Cláudio Lopes recebeu propina enquanto comandava o MP estadual do Rio para blindar a organização criminosa do MDB.

Cabral depôs também sobre o ex-prefeito de Niterói, Rodrigo Neves (PDT), que chegou a ser preso durante seu mandato. De acordo com O Globo, no último depoimento ao juiz Bretas, o ex-governador citou sete vezes que estava à disposição do MP para esclarecer fatos que não faziam parte do processo em questão.

23 de junho de 2019, 21:32

Compartilhe: