sexta-feira, 15 de novembro de 2019

Bolsonaro foge de jornalistas após saber da libertação do ex-presidente Lula

Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil

Redação

O presidente Jair Bolsonaro cancelou uma entrevista coletiva que daria depois de uma cerimônia de entrega de ônibus escolares em Goiás. A manobra teve um bom motivo: não comentar a libertação do ex-presidente Lula. A equipe de Bolsonaro havia levado os repórteres para uma sala no estádio Serra Dourada, onde ocorreu a entrega dos veículos, mas, minutos depois, todos foram avisados de que o presidente não falaria mais.

Durante a cerimônia em que entregou 214 ônibus em Goiânia, no Estádio Serra Dourada, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) tentou disfarçar o semblante ao saber da notícia de que o ex-presidente Lula havia sido solto. No minuto em que um dos assessores apresentou a ele a informação, ele falou ao ouvido do ministro da Educação, Abraham Weintraub.

Fuga

Ao discursar na solenidade, Bolsonaro não tocou no assunto. Mas suas ações demonstraram a contrariedade do peselista. Uma coletiva de imprensa que estava prevista para acontecer após a entrega dos ônibus, foi cancelada no último minuto. Os órgãos de imprensa já estavam posicionados e mesmo funcionários da comunicação do governo foram pegos de surpresa com a atitude do presidente, que tiveram que sair correndo atrás do chefe do Executivo.

Em seguida, Bolsonaro compareceu a uma outra agenda, de inauguração do escritório político do deputado Major Vitor Hugo, líder do PSL na Câmara. Bolsonaro fez um rápido discurso onde elogiou o deputado. Depois, Bolsonaro fugiu novamente das perguntas da imprensa, embarcando em seguida para Brasília.

 

09 de novembro de 2019, 05:01

Compartilhe: