domingo, 27 de setembro de 2020

Bares, academias e lanchonetes serão reabertos em Mata de São João nesta segunda (10)

Foto: Divulgação

Da Redação

A prefeitura de Mata de São João decidiu antecipar por cinco dias a reabertura do Grupo 2 de atividades, no processo de retomada da economia do município. A partir desta segunda-feira (10), fica autorizado o funcionamento das academias de ginástica, dos salões de beleza, das lanchonetes, das sorveterias, dos bares e dos centros culturais. A retomada deste grupo estava, em princípio, estava marcada para o próximo sábado (15).

A medida foi publicada no Diário Oficial do Município ontem (8), através do Decreto Número 1067/2020. A antecipação teve base na estabilização da curva de contágio e na disponibilidade de leitos exclusivos para o tratamento do Covid-19, no Hospital Municipal de Mata de São João.

De acordo com o decreto, o horário de funcionamento de bares, restaurantes e lanchonetes será até as 23h30 e os salões de beleza podem funcionar até as 19h. Assim como na abertura do Grupo 1 (composto por restaurantes e parques temáticos), os representantes dos estabelecimentos são obrigados a assinar um termo de responsabilidade sanitária. Os que desobedecerem as regras determinadas em protocolo terão seus estabelecimentos interditados.

“Alguns fatos novos nos levaram a reconsiderar, positivamente, o cronograma de retomada proposto”, explica o prefeito de Mata de São João Marcelo Oliveira. “A curva de contágio felizmente está em declínio e o número de pacientes internados, os quais nos inspiram as maiores preocupações e cuidados, diminuiu”, argumenta o gestor.

Leitos disponíveis

Oliveira conta que o município chegou a ter nove pessoas internadas e hoje tem apenas duas, que estão em hospitais de Salvador. O Centro de Tratamento Intensivo da Covid19 de Mata de São João, instalado no Hospital Municipal Eurico Goulart de Freitas, está totalmente desocupado e disponível.

A unidade hospitalar conta com os dez leitos equipados com respiradores artificiais e outros vinte leitos equipados com monitores e dispositivos de ventilação não invasiva (VNI). “Nesse cenário favorável, decidimos antecipar e ampliar a segunda etapa da retomada das atividades comerciais e de serviços”, pontua Oliveira.

Segundo o Decreto Municipal que autoriza a reabertura do Grupo 2 de atividades, “as medidas previstas podem ser reavaliadas a qualquer momento, condicionado à evolução do estado de emergência internacional decorrente da contaminação do coronavírus”. Ou seja, se o quadro epidemiológico tiver pioras que justifique retroceder no processo de reabertura, assim será feito.

09 de agosto de 2020, 14:09

Compartilhe: