sábado, 27 de fevereiro de 2021

Bahia registra mais de 5 mil casos de Covid-19 e 66 mortes nas últimas 24 horas

Foto: Divulgação

Da Redação

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 5.025 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,8%) e 3.932 recuperados (+0,6%). Dos 660.506 casos confirmados desde o início da pandemia, 631.606 já são considerados recuperados e 17.580 encontram-se ativos.

Pelo quinto dia consecutivo, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) registra o maior número de pacientes internados em UTIs Covid-19 desde o início da pandemia. São 915 pacientes adultos e pediátricos em estado grave ocupando leitos nas diversas regiões da Bahia. O boletim epidemiológico desta terça-feira (23) também registra 66 mortes. Apesar de terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro das mortes foram realizadas hoje.

Em virtude da elevação na taxa de ocupação de leitos de UTI em toda a Bahia, o governador Rui Costa determinou a ampliação do horário do toque de recolher. Até o domingo (28), a restrição será das 20h às 5h. A determinação visa provocar uma redução da taxa de crescimento da Covid-19 no estado.

As denúncias sobre aglomerações em espaços públicos ou privados serão fundamentais para facilitar o trabalho da polícia. Para isso, a população poderá utilizar os canais de comunicação oficiais através do 190, ou (71) 3235-0000 (para a capital) e no interior do estado por meio do 181. Lembrando que a denúncia é anônima e a viatura mais próxima é acionada para o local.

Boletim epidemiológico

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.022.239 casos descartados e 152.847 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta terça (23). Na Bahia, 42.097 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.

Hoje foram registradas 66 mortes e o número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 11.320, representando uma letalidade de 1,71%. Dentre os óbitos, 56,63% ocorreram no sexo masculino e 43,37% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 55,24% corresponderam a parda, seguidos por branca com 20,35%, preta com 14,55%, amarela com 0,57%, indígena com 0,15% e não há informação em 9,13% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 70,50%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (74,43%).

A existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada pelo coronavírus.

Vacinação

Com 417.396 vacinados contra o coronavírus (Covid-19), dos quais 69.964 receberam também a segunda dose, até as 15 horas desta terça, a Bahia é um dos estados do País com o maior número de imunizados.

Tem se observado volume excedente de doses nos frascos das vacinas contra a Covid-19, o que possibilita a utilização de 11 e até 12 doses em apenas um frasco, assim como acontece com outras vacinas multidoses. O Ministério da Saúde emitiu uma nota que autoriza a utilização do volume excedente, desde que seja possível aspirar uma dose completa de 0,5ml de um único frasco-ampola. Desta forma, poderá ser observado que alguns municípios possuem taxa de vacinação superior a 100%.

23 de fevereiro de 2021, 18:07

Compartilhe: