domingo, 27 de Maio de 2018

Atendimentos no circuito diminuem 5% até este domingo de Carnaval

Os atendimentos nos circuitos da folia momesca seguem apresentando redução em relação ao Carnaval de 2017. Até às 6h desta segunda-feira (12), os módulos assistenciais instalados nos circuitos registraram 2.940 ocorrências, um decréscimo de mais de 5% comparado ao mesmo período do ano passado, quando foram contabilizados 3.110 atendimentos.

Dos 2.940 atendimentos registrados, 2.334 foram de ordem clínica; 243 bucomaxilofaciais; 172 ortopédicos; 126 cirúrgicos; e 65 de enfermagem. Também houve redução de 29,8% dos atendimentos clínicos e 28,4% de cirúrgicos quando analisados em relação ao ano de 2017 (2.347 e 176, respectivamente). As principais causas de atendimentos registrados foram intoxicação alcoólica, agressões físicas, cefaleia, tontura, dor em membros inferiores e agressão por arma branca.

Os atendimentos por agressão física e intoxicação alcoólica reduziram em 24,6% e 17%, respectivamente, em relação ao ano anterior. Os atendimentos continuam maiores na faixa etária jovem de 20–29 anos (34%).

A queda substancial nos episódios de violência nos circuitos tem sido um dos principais responsáveis pela redução das admissões nos postos. Os postos estão atendendo praticamente o mesmo número de pacientes clínicos, porém há uma redução da quantidade de cirurgias no circuito, e isso é um indicador de que o Carnaval está sendo feito com mais paz e segurança, de acordo com o secretário municipal de Saúde, José Antônio Rodrigues Alves.

“O trabalho da Prefeitura como um todo no que diz respeito à repressão de bebidas alcoólicas artesanais, a alimentos fora de padrões higiênicos-sanitários e a criação dos portais geridos pela Polícia Militar têm trazido essa tranquilidade até agora. Vamos continuar torcendo pela segurança do folião até o final da nossa jornada”, disse o gestor.

12 de Fevereiro de 2018, 14:45

Compartilhe: