terça-feira, 17 de setembro de 2019

Associação reage a anúncio da Corregedoria sobre vigiar redes sociais de Procuradores

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Redação

O presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República, Fábio George Cruz da Nóbrega, afirmou, em entrevista à Folha de S. Paulo que o anúncio feito pela Corregedoria do Ministério Público Federal sobre vigiar as redes sociais de seus membros é “inaceitável”.

A Corregedoria informou que vai monitorar semanalmente as redes sociais dos procuradores para prevenir queixas e abertura de inquéritos administrativos disciplinares contra membros que descumpram as normas de conduta. O presidente da Associação aponta que os excessos devem ser punidos posteriormente às publicações das mensagens, mas critica o cerceamento, dizendo que a postura da Corregedoria aponta para uma “desconfiança em relação à classe inteira”.

17 de agosto de 2019, 15:44

Compartilhe: