domingo, 27 de setembro de 2020

Após “debandada” de equipe econômica, Bolsonaro faz publicação defendendo privatizações

Foto: Reprodução/Facebook

Da Redação

A “debandada” da equipe econômica, como relatou o ministro Paulo Guedes, foi minimizada em publicação feita pelo presidente Jair Bolsonaro hoje nas redes sociais.

Ontem, dois importantes secretários do Ministério da Economia pediram demissão, por não concordar com os rumos do governo e com o ritmo lento dos processos de privatizações.

Além de minimizar a saída dos dois secretários, Bolsonaro defendeu as privatizações. Falou em Estado “inchado” e que é necessário “se desfazer de suas empresas deficitárias, bem como daquelas que podem ser melhor administradas pela iniciativa privada”.

Sobre a saída de Salim Mattar e Paulo Uebel, Bolsonaro justificou, sem citar diretamente o nome dos dois, que é “normal a saída de alguns para algo que melhor atenda suas justas ambições pessoais”.

“O Presidente e seus Ministros continuam unidos e cônscios da responsabilidade de conduzir a economia e os destinos do Brasil com responsabilidade”, concluiu Bolsonaro.

12 de agosto de 2020, 11:23

Compartilhe: