terça-feira, 22 de junho de 2021

Aliados pedem que Ciro deixe de atacar Lula em vídeos de João Santana

Foto: Marcello Casal Jr. / Agência Brasil

Da Redação

Companheiros de partido do presidenciável Ciro Gomes (PDT) têm defendido que o ex-ministro e ex-governador do Ceará concentre seus ataques no presidente Jair Bolsonaro (sem partido), e não no ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Em vídeos produzidos para as redes sociais pelo marqueteiro João Santana, Ciro tem criticado mais o petista do que o presidente.

O deputado federal Túlio Gadelha (PDT-PE) afirmou, em entrevista à Folha de S. Paulo, que o alvo deve ser Bolsonaro, aquele que, na avaliação do parlamentar, pode enfrentar Ciro em um eventual segundo turno. Nessa hipótese, o candidato pedetista precisaria do apoio de Lula. Para ele, acreditar num segundo turno entre Ciro e o petista é “viver uma ilusão”.

Segundo a Folha, apesar das resistências de Ciro em mudar a estratégia de pré-campanha, João Santana prometeu levar em consideração os argumentos de que o pedetista deve aliviar contra Lula. Santana, que é baiano, já foi marqueteiro do PT e muito próximo ao ex-presidente.

Ontem (10), em entrevista coletiva para a imprensa baiana, Ciro atacou tanto Bolsonaro quanto Lula, mas foi mais duro com o atual presidente. Ele está na Bahia desde segunda-feira para gravações com João Santana no interior e na capital. Hoje (11), embarca para Fortaleza (CE).

11 de junho de 2021, 08:50

Compartilhe: