segunda-feira, 30 de março de 2020

“A Polícia Militar não deve pactuar com o que aconteceu”, diz Azi sobre detenção de jornalistas da Veja

Foto: Divulgação

Da Redação

O deputado federal Paulo Azi, presidente do DEM na Bahia, condenou a detenção dos jornalistas Hugo Marques e Cristiano Mariz, da Revista Veja, que estavam fazendo reportagem na Bahia acerca das circunstâncias da morte do ex-capitão do Bope Adriano da Nóbrega.

“A ordem constitucional brasileira garante o pleno exercício da liberdade de imprensa. Isso que aconteceu agora merece o repúdio de todos nós, legisladores. A Polícia Militar, enquanto instituição, não deve pactuar com o que aconteceu, por isso são necessários esclarecimentos à sociedade”, avalia Azi.

Segundo a Revista Veja, os repórteres estavam tentando localizar o fazendeiro Leandro Abreu Guimarães, mas acabaram sendo detidos e levados a um distrito policial de Pojuca. “Os episódios que têm envolvido a Polícia Militar nos últimos dias, com repercussão nacional, indicam que há um problema de gestão interna na instituição que precisa ser solucionado o quanto antes, do contrário estaremos vivendo a barbárie. Há informações de que os policiais chegaram a apreender o gravador do profissional de imprensa, um verdadeiro atentado às normas legais vigentes”

14 de fevereiro de 2020, 17:13

Compartilhe: