Nuzman renuncia à presidência do Comitê Olímpico Brasileiro

11 de outubro de 2017, 18:08

O presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman, renunciou ao cargo nesta quarta-feira (11), durante assembleia extraordinária realizada nesta tarde pela entidade. A carta de renúncia foi lida pelo advogado de Nuzman, Sergio Mazzello, durante a assembleia do COB.

Nuzman afirmou que vai se dedicar integralmente ao exercício de seu direito de defesa. “Reitero a minha completa exoneração de qualquer responsabilidade pelos atos a mim injustamente imputados, os quais serão devidamente combatidos pelos meios legais adequados”, diz o ex-presidente do COB no texto lido pelo advogado.

A assembleia, que havia sido convocada para debater outra carta de Nuzman, divulgada na semana passada, na qual ele pedia afastamento da presidência, agora delibera sobre os desdobramentos da renuúcia. Pelo estatuto, deve assumir o vice-presidente Paulo Wanderley. Dos 30 presidentes de confederações nacionais esportivas aptos a votar, 28 estão presentes. Também tem direito a voto oito membros natos escolhidos pela assembleia, um intrgrante do Comitê Olímpico Internacional (COI) e um representante dos atletas, o judoca Thiago Camilo.