Cúpula da SSP amplia ações de segurança com 600 policiais

11 de agosto de 2017, 21:33

Equipes das unidades especializadas como o Grupamento Aéreo, o Bope e Batalhão de Choque da Polícia Militar e a Coordenadoria de Operações Especiais da Polícia Civil, no total 600 homens e mulheres, reforçam as ações ostensivas em Salvador, Região Metropolitana e em algumas cidades do interior. O objetivo é reprimir qualquer tipo de ‘toque de recolher’ para fechamento de estabelecimentos comerciais. Na noite de quinta (10), um ônibus foi queimado no Stiep e houve toque de recolher na Boca do Rio.

“O monitoramento esta sendo realizado e o combate ao tráfico de drogas continuará firme, sem dar espaço aos integrantes de organizações criminosas. Ainda não sabemos se os casos na Boca do Rio, São Cristóvão e nas cidades de Catu e Alagoinhas têm relação com a morte de um líder anteontem”, ressaltou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa. Acrescentou que o direito de ir e vir do cidadão não será impedido. “Se precisar e, dentro da lei, usaremos a força”, enfatizou.

O comandante-geral da PM, coronel Anselmo Brandão, por sua vez, informou que diversos bloqueios serão montados na cidade, além da realização de varreduras. “Tudo funcionará normalmente”, concluiu.